Informamos que a Amelinha Teles, em respeito à sua luta e militância, cancelou sua participação no 1º Congresso Internacional Científico sobre Violência Doméstica

Leia a Carta aberta justificando seu cancelamento:

 

Aos organizadores do Congresso Internacional sobre a Violência Doméstica.

 

Encaminho o cancelamento da minha participação no Congresso por não estar de acordo com a censura feita pela Coordenação a minha fala “Verdade e Gênero”.

Ocorre que quando fui convidada para este evento, me propuseram que eu falasse sobre “Feminismos, Sexualidades e Gênero”, o que aceitei de bom grado, pois é um tema que faz parte da luta feminista na qual estou envolvida.

No decorrer da preparação do evento, o coordenador me pediu para mudar de tema que seria, então, “Verdade e Gênero”, onde certamente se toca nos crimes sexuais contra as mulheres pelos agentes militares e policias no tempo da ditadura. Mais uma vez aceitei de bom grado.

No última dia 6 de setembro, o sr. Coordenador me chamou ao telefone para dizer que eu deveria não mais falar da ditadura e dos crimes ocorridos naquele período devido ao apoio dos militares ao Congresso.

Achei a proposta absurda e, claro, a recusei. Decidi, então, cancelar minha participação pois sequer foram levados em conta os princípios democráticos que garantem a plena liberdade de expressão.

O coordenador tomou conhecimento da minha decisão disse que ficava triste por eu não participar, mas o Congresso não pode se limitar aos “problemas de uma época remota”. Mais uma vez desconsiderou a necessidade de se revisitar o passado para enfrentar as questões presentes como a tragédia cotidiana da violência doméstica.

São Paulo, 10 de setembro de 2016.

Maria Amélia de Almeida Teles (Amelinha Teles)

 

Related Post